Gatinhos Problema: uma conversa sobre adaptação entre gatos

Adaptação-entre-gatos-gatinhos-problema-trio

Como viver bom com gatinhos que não se gostam? Vamos conversar sobre o passo a passo básico da adaptação entre gatos e as opções para os casos mais difíceis. Vamos explorar juntos o mundo do comportamento animal e como isso pode nos ajudar no dia a dia com nossos bichanos!


gpw-o-pulo-do-gato#1
Algumas vezes, ser tutor de um animal de estimação pode dar mais trabalho, envolver mais custos e dedicação do que o normal. É um processo que pode ser frustrante e estressante.

#2
Nós não estamos sós. Existem muitas pessoas que tem gatos com problemas de comportamento que terminam por atingir toda a família! Por isso, criei esse espaço.

#3
Nunca desista dos seus gatos! Com amor, carinho, paciência e muita informação, vamos juntos em busca de respostas.


Quem ama muito os gatos, já sabe. São animais fascinantes, cheios de particularidades. Posso apostar que esse também é o motivo pelo qual tanta gente não gosta deles… Mas aqui não é o espaço para essas pessoas! Aqui é um lugar pra gente que realmente AMA gatos e compreende que a dinâmica deles, às vezes, pode ser bem diferente do que se espera… Pode dar um pouco mais de “trabalho”, envolver mais custos, dedicação. Mas pet é isso ou não é? Para quem tem um bichinho de estimação como membro da família é fácil entender.

Jaguá
Jaguá

Sempre fui apaixonada por gatos, mas nunca pude tê-los. Na primeira oportunidade em que pude decidir ter um pet só meu, logo Jaguá apareceu em minha vida, recém-nascido. Daí eu mergulhei de cabeça no mundo dos gatos. Conheci a realidade dos gatos de rua, aprendi sobre posse responsável, castração, sobre adoção. E assim, adotei uma linda gatinha adulta e castrada, através de um grupo de proteção: a minha princesa Irá. Um ano depois, chegou ao meu celular um pedido de ajuda para uma pequena escaminha que havia sido resgatada da sarjeta, faminta e sedenta. No outro dia, Totí estava em nossa casa rsrsrs.

Quando o nosso “problema” começou, iniciei a busca por todo tipo de informação e ajuda que pude encontrar pela frente. Muita pesquisa na internet, apoio logístico e o aconselhamento de amigos caridosos e muito experientes (aos quais eu sou eternamente grata), acompanhamento veterinário especializado e constante, adaptações na casa, na rotina, cometi muitos erros e comemorei os acertos… enfim, fiz e faço TUDO que está ao meu alcance para proporcionar aos meus gatos a vida saudável, tranquila e segura que eu propus a eles, quando assumi a responsabilidade das suas adoções.

Irá
Irá

Geralmente a adaptação entre gatos começa meio estressante, aquele estranhamento inicial onde tem troca de patadas, fuzz pra cá, miau pra lá… Daí a alguns dias, ou estão dormindo de conchinha e se dando banho, ou brincando de brigar, ou apenas se ignorando para sempre. E assim vão vivendo, tudo bem, em algum tipo de harmonia que se estabeleça entre eles.

Tem gente que pega o gato e solta junto do outro e deixa que eles “se acertem”, tem gente que faz o passo a passo de introdução. Tem adaptações que ocorrem em poucos dias, outras em semanas. Mas também tem aquelas que podem durar meses! Aquelas que parecem que não vão ter mais fim… Existem várias técnicas para a aproximação entre gatos, e o que aprendi ao longo desse tempo é que tudo é uma questão de paciência para combinar e dosar todas as ações. Aprendi também que observar todos os detalhes do desenrolar dos exercícios e respeitar o ritmo e as personalidades de cada gatinho envolvido é essencial.

Totí
Totí

 

Nas pesquisas online percebi que não estava só. Em muitos dos sites, redes sociais e blogs brasileiros e estrangeiros que visitei, sempre tinha aquele comentário de um tutor aflito, sem saber mais o que fazer, porque a adaptação do gatinho novo que levou para casa simplesmente não estava acontecendo. A pessoa, e às vezes até as famílias, vivendo uma situação muito estressante e frustrante dentro de casa, já tendo testado todas as opções disponíveis. Sem contar o dilema de ser questionado o tempo todo e por muitas pessoas envolvidas no problema ou não, sobre a desistência de um dos gatos, mas que pra nós é algo inquestionável, entenda quem quiser.

Vivo esse processo a mais ou menos um ano e meio. Muitas vezes pensei que eu nunca iria conseguir. Muitas vezes eu vi a luz no final do túnel, mas era só um vaga-lume rs. Muitas vezes chorei de culpa, me senti a mais irresponsável das tutoras. Mas, como sou também persistente, continuei. Quando resolvi ter um animal de estimação assumi toda e qualquer responsabilidade sobre ele. Então, vamos nessa!

Adaptação-entre-gatos-gatinhos-problema-trio

Minhas duas gatinhas ainda tem muito chão pela frente em sua aceitação, mas chegamos num ponto onde levamos uma vida tranquila, onde existe uma compreensão do território de cada um dentro de casa e todos os três tem boa saúde e vivem felizes! Então, em resposta àqueles comentários todos, em favor de todos os tutores aflitos que amam demais os seus gatinhos e não admitem a possibilidade de abandoná-los (ou qualquer outro termo menos “direto”), resolvi criar esse espaço para dividir com vocês a nossa história e também aprender com a de vocês. Ainda estamos em busca de respostas e toda experiência é bem vinda!

Acompanhe nossos próximos posts para conhecer-nos um pouco mais e sinta-se à vontade para nos contar a sua história!

Sejam bem vindos ao Gatinhos Problema!

<3

Compartilhe:

5 thoughts on “Gatinhos Problema: uma conversa sobre adaptação entre gatos”

  1. Carlos Bley

    “Um gato tem absoluta honestidade emocional: os seres humanos, por uma razão ou outra, podem esconder seus sentimentos, mas um gato não”.
    -Ennest Hemingway (autor, para quem o sino toca)

    Reply
  2. Talita Medina Pagnim

    Preciso de ajuda, adotei uma gatinha fiz a adaptação elas convivem até que bem não rola briga só uns Fuzz de vem enquanto o problema é que a gatinha nova parou de usar a caixa de areia, não sei mais o que fazer 🙁

    Reply

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *