Eu, Gato: natureza, história e curiosidades

Gato-Natureza-história-curiosidades-6

Gato: que bicho é esse?

Vamos conhecer sobre esse animal fascinante, com uma natureza tão crua e selvagem e, ao mesmo, tempo tão suave e enigmática. Além de lindos, perfeitos e maravilhosos, eles possuem características físicas incríveis e uma história evolutiva muito interessante, exercendo um papel essencial no desenvolvimento da própria humanidade.


gpw-o-pulo-do-gato

#1

O nosso gato doméstico é descendente de cinco espécies de gatos selvagens, originários da África e da Ásia. Arqueólogos encontraram evidências de que os gatos convivem com o homem a cerca de 10 mil anos, mas foram os Egípcios que espalharam a cultura da domesticação dos bichanos.

#2

O gato é um predador extremamente eficiente e é exclusivamente carnívoro, tendo todo o seu corpo, comportamento e sentidos adaptados à caça.

#3

A expectativa de vida de um gato varia de acordo com o ambiente em que vive e o seu ciclo reprodutivo se inicia logo nos primeiros meses. Portanto, a castração é o meio mais eficaz de se controlar a população de gatos, além de ser muito benéfico a sua saúde.


Felis silvestris catus, ou simplesmente gato caseiro, gato urbano ou gato doméstico, é um animal da Família dos Felídeos, que são mamíferos digitígrados (que andam sobre os dedos), da ordem dos carnívoros. Seu ancestral mais primitivo é o Miacis (do grego, “animal mãe”), um dos mais antigos mamíferos carnívoros, que viveu há cerca de 40 milhões de anos na Europa, América do Norte e China e se locomovia sobre os galhos das árvores.

Gato-Natureza-história-curiosidades-

A história dos nossos gatinhos começa há cerca de 12 milhões de anos com o surgimento da subfamília dos Felinos, de onde descende de cinco gatos selvagens diferentes: o gato selvagem da Sardenha ou Líbia (Felis silvestris lybica), o gato selvagem europeu (Fs silvestris), o gato selvagem da Ásia Central (Fs ornata), o gato selvagem da África subsaariana (Fs cafra) e o gato do deserto chinês (Fs bieti).

Gato-Natureza-história-curiosidades-

Historiadores anteriormente representavam o Egito como o mais antigo local de domesticação do gato. A história desta civilização tem inúmeros registros como descrições, esculturas e pinturas de gatos domésticos de cerca de 3.600 anos de idade. Os gatos eram tão importantes para aquela sociedade que eram considerados sagrados, representando a forma de Bastet, divindade solar e deusa da fertilidade.

Gato-Natureza-história-curiosidades-3

Mas, em 2004, uma sepultura estimada em 9.500 anos de idade e que continha um esqueleto humano colocado perto de um gato que se assemelha ao gato selvagem do norte da África (Felis silvestris lybica), foi escavada no sítio arqueológico do período Neolítico denominado Shillourokambos, localizado na ilha de Chipre, no Mar Mediterrâneo. Esta descoberta recente mudou significativamente a concepção da associação felino-humana.

Gato-Natureza-história-curiosidades-4

Porém foram mesmo os Egípcios os grandes responsáveis pela popularização do gato como animal doméstico. Eles reconheceram neste pequeno animal um grande aliado para o seu desenvolvimento enquanto sociedade, a partir de sua utilização no controle de pragas em depósitos de alimentos e embarcações, por ser um predador pequeno, ágil e eficiente. Do Egito, acredita-se, os gatos domésticos foram espalhados mundo afora e hoje podem ser encontrados em todos os continentes e diversas ilhas, menos na Antártida.

Gato-Natureza-história-curiosidades-9

A maior organização de gatos no mundo e uma das mais populares nos Estados Unidos, o Cat Fanciers Association (CFA), reconhece, até o momento, 40 raças de gatos. A organização mais popular na Europa, Fédération Internationale Féline (FIFe), reconhece 43 raças distintas. Ambas incluem os Gatos Domésticos, pelos curtos ou simplesmente vira-latas em suas listas, porém estes não participam em campeonatos. Apesar desse grande número de raças com características bem distintas entre si, os gatos têm formas do corpo e tamanhos muito semelhantes, com o peso variando de 2,5 a 7,0 kg e comprimento médio é de 76,2 cm para o gato adulto.

Gato-Natureza-história-curiosidades-5

Como todo felino, o gato doméstico é exclusivamente carnívoro, apresentando dentição característica e aparelho digestivo especializado para o processamento de proteínas, gorduras e aminoácidos de origem animal. Em especial, o gato necessita ingerir taurina, um aminoácido que está presente no tecido muscular dos animais, mas que, diferente de outros mamíferos, ele não sintetiza a substância naturalmente em seu metabolismo. Por isso, o gato precisa necessariamente se alimentar de carne para sobreviver. Gatos domésticos em estado selvagem (gatos ferais ou semi-ferais), que vivem em meios rurais ou urbanos, podem se alimentar de pequenas presas, como insetos, pequenas aves e roedores.

Apesar de serem os menores exemplares da família dos Felinos, os gatos domésticos possuem todas as características físicas que fazem desses animais um dos predadores mais eficientes da natureza. A começar pelo fato de andarem sobre os dedos, que lhe confere maior agilidade e destreza de movimentos que os animais que andam sobre as solas dos pés (como os humanos). Depois, por seus sentidos conhecidamente aguçados, como a visão altamente apurada, audição e olfato muito desenvolvidos, além de sensores táteis altamente especializados, como as “almofadinhas” das patas e os bigodes, também as garras que ajudam aos gatos a localizarem e perseguirem as presas mais difíceis. E, por fim, a sua personalidade curiosa, exploradora e territorialista, mas que também é sociável e selvagem ao mesmo tempo.

Gato-Natureza-história-curiosidades-6

A expectativa de vida de um gato doméstico que vive em regime indoor pode chegar aos 15 anos, havendo vários relatos de indivíduos que vivem 20, 25 e até 30 anos. A castração aumenta significativamente a expectativa de vida dos gatos domésticos, pois reduz o interesse do animal por fugas e anula o risco de incidência de câncer de testículos e ovários. Também diminui significativamente a incidência de câncer de mama em fêmeas. Já os gatos que vivem em meio urbano podem viver entre 2 a 5 anos, tendo maiores chances de sobrevida se fizerem parte de alguma colônia monitorada.

eu-gato-7

A castração, além de aumentar a expectativa de vida dos gatos, também é a forma mais eficiente e digna de controle de natalidade dos gatos domésticos. A maturidade reprodutiva dos gatos domésticos se inicia por volta dos 4 aos 10 meses de idade para as fêmeas e dos 5 a 7 meses de idade para os machos. As fêmeas entram no cio aproximadamente a cada 21 dias durante a época de reprodução, que se dão nos meses mais claros e quentes do ano, de março a setembro no hemisfério norte e outubro a março no hemisfério sul. Contudo as fêmeas podem ter a ovulação induzida a qualquer momento ao serem estimuladas pela cópula, chegando a ter até 3 gestações em apenas um ano.

Gato-Natureza-história-curiosidades-8

A gestação da gata varia de 60 a 67 dias e as ninhadas podem variar de 1 a 12 filhotes, podendo ser de diferentes pais. Existem algumas estimativas considerando que se um casal de gatos copula duas vezes ao ano, gerando de 2 a 8 filhotes por cria, pode-se chegar ao incrível número de 80.000 descendentes em 10 anos. A grande maioria destes animais vive nas ruas e áreas rurais e está sujeita a todo tipo de risco, desde a predação por animais maiores, a atropelos e principalmente violência por parte dos humanos. A grande quantidade de gatos ferais também pode contribuir com o desequilíbrio ecológico ao caçar espécies nativas de pequeno porte. Por isso, todo e qualquer gato doméstico, domiciliado ou não, deve ser castrado o quanto antes.

Acompanhe nossos próximos posts e descubra mais detalhes e curiosidades sobre esse bichinho que a gente tanto ama <3

<3

Referências

http://zoologia2013.blogspot.com.br/2013/07/gato-domestico-felis-domesticus-catus.html
https://mundopre-historico.blogspot.com.br/2014/07/miacis.html
http://prettyawfulthings.com/2013/07/20/the-shillourokambos-cat/
http://archaeology.about.com/od/domestications/qt/cat.htm
http://www.sms.si.edu/irlspec/Felis_catus.htm
http://animaldiversity.org/accounts/Felis_catus/
http://cfa.org/Breeds.aspx
http://fifeweb.org/wp/breeds/breeds_prf_stn.php
http://felinosurbanos.blogspot.com.br/
http://www.fascinioegito.sh06.com/gata.htm

AMERICAN ASSOCIATION OF FELINE PRACTITIONERS (AAFP) BOARD. Feline Behavior Guidelines from the American Association of Feline Practitioners. December, 2004.

Compartilhe:

4 thoughts on “Eu, Gato: natureza, história e curiosidades”

  1. Pingback: Apresentação de gatos: um passo antes de começar | Gatinhos Problema

  2. Pingback: Lógica Confusa: um olhar sobre o Comportamento Felino - Gatinhos Problema

  3. Pingback: Introdução, Reintrodução e Adaptação de Gatos: passo-a-passo comentado - Gatinhos Problema

  4. Pingback: Guia Definitivo do Enriquecimento Ambiental (Parte 1): as necessidades ambientais - Gatinhos Problema

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *